Sexta-feira, 22 de Abril de 2011

Monte Alentejano, Internet
 
 
Caíram as sombras frias
sobre o espanto dos montes.
As fogueiras que acendias
nem ao sol de Agosto as contes!...
Hoje, os caminhos são outros.
Os montes ao abandono!
Cavalos, éguas e potros,
há muito dormem o sono
duma memória perdida
de ciganos à deriva...
 
Diz um senhor bem-falante,
a ressumar importância,
que tudo muda  -- É a vida!
E a memória, subversiva,
corrige: Olhai o desplante!
Deixai passar a ignorância!...
José-Augusto de Carvalho
5 de Setembro de 2001.
Viana*Évora*Portugal


publicado por Do-verbo às 06:32
Registo de mim através de textos em verso e prosa.
mais sobre mim
blogs SAPO
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

19
23

24
25
26


pesquisar neste blog