Sexta-feira, 03 de Junho de 2011
 
Dórdio Gomes (pintor alentejano)
 

 
Creio em mim, peregrino na Vida,
 
nesta espera de um céu, mas na terra,
 
e na força do grão que germina
 
concebendo o milagre do pão
 
que ceifei, debulhei e moí
e depois amassei com as lágrimas
 
em que afogo a revolta do servo.
 
Cada dia que nasce cá vou
 
eu descendo aos infernos
 
onde os servos extraem o pão
 
que empaturra os senhores.
 
Creio ainda no sol do amanhã,
 
na certeza de mim,
 
no homem livre,
 
na justiça dos homens,
 
no clamor da Verdade
 
sobre a Terra.
 
Assim seja!
 

 
José-Augusto de Carvalho
2 de Junho de 2011.
Viana * Évora * Portugal


publicado por Do-verbo às 03:37
José-Augusto.
Foi um prazer enorme receber sua visita ao blog Chega Junto.
Vim agradecer a sua visita e verifiquei que a data aqui colocada é de 2001, talvez seja por isso que cometi o engano na indicação da data.
Voltarei mais vezes, vi que há uma riqueza de poemas em seu blog
Forte a carinhoso abraço,
heli
heli a 15 de Junho de 2011 às 18:36

Bom dia, prezada Heli!
A minha gratidão pelo comentário.
Verifiquei o meu lapso na indicação da data. Já corrigi.
Até sempre!
Cordialmente,
José-Augusto de Carvalho
José-Augusto de Carvalho a 19 de Junho de 2011 às 04:02

Registo de mim através de textos em verso e prosa.
mais sobre mim
blogs SAPO
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog