Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2011
 
 
 
 
Amor será um jogo? Eu quero que não seja!
Que jogo! Que blasfémia! Ai, que palavra feia!
Amor é sentimento! O sonho que deseja
sair de nós e ser a luz que se incendeia...

...e sobe até ao céu, num astro deslumbrante!
É dar! É receber! É ser! É infinito!
É ir além do pó, num grito lancinante,
e transformar a carne em génese de mito!

É ser mais do que nós! É ser a divindade
que nos liberte agora e sempre deste lodo!
Que nós saibamos ser a luz da claridade
que dê, a este chão, a dimensão do todo!


O todo que nos quer um sonho de universo!
Um sonho que eu não sei como escrever em verso!


José-Augusto de Carvalho
13 de Junho de 2002
Viana*Évora*Portugal


publicado por Do-verbo às 10:29
Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2011

 

 

A neblina desce

sobre as encruzilhadas do desassossego.

O musgo, que tirita nas investidas frias

das frias nortadas,

talvez saiba dos rastos ou doutros sinais.

No vento que assobia,

as mensagens cifradas

agitam o silêncio das ervas que medram

e resistem...

 

 

Tuphy Mass

Al Andalus, 10 de Fevereiro de 2011.

 


publicado por Do-verbo às 15:36
Registo de mim através de textos em verso e prosa.
mais sobre mim
blogs SAPO
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds