Domingo, 05 de Dezembro de 2010
 

Os dias que assinala o calendário!
Dos dias por haver,
no nosso imaginário,
aos dias já havidos,
vividos ou tão mal apercebidos
no seu acontecer!

 
De cada dia a mais, um dia a menos!
Corrente que se afasta,
em seus tem-tens serenos,
da cálida nascente.
E vai, em seu alor iconoclasta,
ousando e desbravando o rumo incerto,
no vale, na planura,
no inóspito deserto,
no anelo de chegar
ao termo da aventura:
o caos da sua génese -- o ignoto mar.

 
Consigo leva, doces, as lembranças
da infância e do candor.
Consigo, leva a mágica pujança
do adolescente, em hinos de verdor.
Consigo leva, adulto, a segurança
que enfrenta sem temor seja o que for.
E vai, sonhando ser, de novo, alada,
a nuvem que do caos do mar se ausente
e logo, condensada,
seja outra vez nascente.


 
José-Augusto de Carvalho
16 de Setembro de 2010.
Viana * Évora * Portugal


publicado por Do-verbo às 09:19
 
De mar em mar, as quilhas temerárias
vergaram medos, mitos e procelas!
E os novos mundos, ao sabor das velas,
ao sonho deram dimensões lendárias.
 
E cada nau rumava mais distante,
num transe de aventura e de miragem!
Em cada vela, o símbolo e a mensagem
do verbo feito carne, agonizante...
 
Um povo que se erguia e transcendia,
cumprindo, por missão e por vontade,
o voto de rasgar da vista as vendas...
 
Chegou ao longe mais além que havia!
Nas pedras esculpiu a claridade:
padrões que deram vida a novas lendas!
 
José-Augusto de Carvalho
Lisboa, 19 de Março de 1996.
 
Sob o título «Do Mar e de nós-II», divulgo alguns textos que não foram incluídos no livro «Do Mar e de nós», editado em Junho de 2009 pela Editora Temas Originais, de Coimbra, e ainda outros escritos e a escrever depois daquela data.


publicado por Do-verbo às 08:44
Registo de mim através de textos em verso e prosa.
mais sobre mim
blogs SAPO
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

14

21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds