Terça-feira, 31 de Maio de 2011
 
 
 
Para Conceição di Castro, minha amiga



 

 

Naquele dia, um sol de outono austral
vestiu a cor de um Dia de Natal.
 
Suave, de matizes amarelos,
dourava de ternura o mês de abril.
Aqui e ali, revérberos de anelos
de uma pureza grácil e infantil.
 
Folgavam pelos céus os passarinhos,
às vezes arriscando acrobacias,
quem sabe pesquisando alguns caminhos
das rotas inventadas de outros dias...
 
E, assim, aquele dia de esplendor,
ao sol da vida ousou e foi a tela
que o génio sublimado de um pintor
reteve numa cândida aguarela.
 
 

 

José-Augusto de Carvalho
20 de Abril de 2007.
Viana * Évora * Portugal


publicado por Do-verbo às 08:20
Registo de mim através de textos em verso e prosa.
mais sobre mim
blogs SAPO
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29
30


pesquisar neste blog