Quinta-feira, 21 de Abril de 2011

 


 

Os tempos do desatino
embotam as mentes lerdas,
presumindo-lhes que as perdas
são azares do destino.
 
Porque será que o destino
só embota as mentes lerdas
e nunca provoca perdas
a quem gera o desatino?
 
 

José-Augusto de Carvalho
5 de Setembro de 2001.
Viana*Évora*Portugal
 


publicado por Do-verbo às 09:31
Registo de mim através de textos em verso e prosa.
mais sobre mim
blogs SAPO
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

19
23

24
25
26


pesquisar neste blog