Terça-feira, 15 de Julho de 2014

 

 

           

 

 

Bebendo os silêncios frios

das noites de solidão,

meus medos todos venci-os

 abrindo o meu coração.

 

 

Abri-o como se fosse

um cofre de pedrarias

e o seu refulgir me trouxe

de novo o sol dos meus dias.

 

 

Ah, meu amigo querido,

não há desterro paterno

que à vida altere o sentido 

do nosso amor que é eterno.

 

 

 

   

José-Augusto de Carvalho

28 de Outubro de 2006

Viana * Évora * Portugal



publicado por Do-verbo às 17:19
Registo de mim através de textos em verso e prosa.
mais sobre mim
blogs SAPO
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar neste blog